Chuveiro não esquenta

Um transtorno, principalmente em dias mais frios: o chuveiro elétrico não está funcionando direito. Tem luz na casa, tudo está funcionando mas o chuveiro não esquenta. O que pode estar acontecendo? Preciso chamar um eletricista?

Essas perguntas geralmente ocorre em momentos inesperados e na maioria das vezes quando estamos nos preparando para tomar aquele banho relaxante depois de um dia cansativo de trabalho ou mesmo aos finais de semana.

Causas mais comuns de problemas quando o chuveiro não esquenta

Listaremos abaixo as causas mais comuns que podem ocorrer para que o chuveiro elétrico não esquente o suficiente ou simplesmente não funcione.

– Disjuntores não estão funcionando
– Fiação mal dimensionada
– Fios do chuveiro não estão dando contato
– Potência do chuveiro é fraca
– Resistência queimada
– Chuveiro queimado
– Pressão da água x vazão

  

Antes de mexer no chuveiro elétrico, sempre desligue a chave da eletricidade. Na necessidade de manutenção interna, desligue a chave geral ou disjuntor do circuito que alimenta o aquecedor, pois há perigo de choque elétrico.

  

Disjuntores não estão funcionando

Um disjuntor é um dispositivo eletromecânico, que funciona como um interruptor automático, destinado a proteger uma determinada instalação elétrica contra possíveis danos causados por curto-circuitos e sobrecargas elétricas. A sua função básica é a de detectar picos de corrente que ultrapassem o adequado para o circuito, interrompendo-a imediatamente antes que os seus efeitos térmicos e mecânicos possam causar danos à instalação elétrica protegida.

Resumindo, disjuntores são mecanismos de proteção para o circuito elétrico da sua casa, eles são termo-elétricos, ou seja, eles estão preparados para entrar em ação se houver um curto circuito ou se por alguma razão os cabos elétricos sofreram algum tipo de aquecimento, então para não pegar fogo em tudo eles cortam a energia.

Portanto, antes de mais nada procure verificar se os disjuntores estão funcionando e não estão desarmados, esta é a primeira solução e mais fácil, após isso verifique as conexões no disjuntor e no chuveiro, estando tudo correto vamos ao mais difícil. Você pode saber mais sobre o que é e pra que serve um disjuntor.

 

Fiação mal dimensionada (Espessura dos fios)

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) exige que a espessura mínima do fio de instalações elétricas internas seja de 1,5 mm2. Um eletricista qualificado pode verificar se a espessura está correta e trocar os fios, caso seja necessário.

Respeitar a espessura mínima exigida pela ABNT é importante para que a instalação possa suportar a corrente consumida pelas lâmpadas e aparelhos. Se a fiação apresentar espessura diferente da necessária, pode causar problemas como o superaquecimento dos fios, que desperdiça energia e cria condições para acidentes.

No caso dos chuveiros, além do risco de incêndio devido aos fios mais finos, que podem derreter o plástico que encapa o fio e encostar um no outro gerando curto circuito, a espessura mais fina passa menos corrente para levar ao chuveiro. Portanto um bom dimensionamento da fiação do chuveiro deve ser levado em conta.

 

Fios do chuveiro não estão dando contato

A ligação elétrica do chuveiro deve está em perfeitas condições para que a corrente elétrica passe pelos fios sem fuga de energia. Os conectores proporcionam um bom contato elétrico entre a fiação do aparelho e da instalação do domicílio. Uma melhor ligação elétrica significa que existe uma boa área de contato entre os dois conjuntos de fiação e que a corrente elétrica enfrenta menor resistência para circular.

Isso torna a ligação mais segura, pois evita o aquecimento do conjunto e ainda aumenta a vida útil do aparelho e da instalação. O modo correto de utilizá-los pode ser visualizado no manual de instalação do aparelho.

Portanto, não faça gambiarras ou deixe a instalação do chuveiro de qualquer jeito. Garantir que os fios estejam bem interligados permite o bom funcionamento do chuveiro e faz com que ele traga o resultado esperado para esquentar conforme espera-se. Saiba mais como fazer a instalação de chuveiros elétricos.

 

Potência do chuveiro é fraca

A potência faz parte de uma das grandezas elétricas e tem como resultado entre outras funções a geração de calor. Como estamos falando de chuveiro, o calor gerado pela resistência é fornecido através da resistência para aquecer a água dentro do chuveiro.

Cada modelo de chuveiro precisa de uma certa quantidade de watts para aquecer a água, quanto maior este número, maior é sua capacidade de gerar água quente, é importante dizer que quanto maior o número de watts, consequentemente será maior o consumo de energia elétrica também.

A maioria dos aparelhos fica entre 5.500w e 7.500w. “A decisão depende do clima e da região do país. Em locais de altas temperaturas, não é preciso um banho tão quente”

E fique atento, pois cada potência pede uma bitola de cabo (fio) específica. “Para um produto de 7 700 w, use a de 6 mm2. Já para um de 6 400 w, a de 4 mm2 é suficiente”, As embalagens apresentam obrigatoriamente essa informação.

Todos os chuveiros têm a capacidade de elevar a temperatura da água a uma quantidade máxima em graus Celsius, Por exemplo, se o equipamento eleva a temperatura em 30 graus e a água entrar a 10°C, o banho será a 40°C. Já se a água estiver a 20°C, atingirá 50°C, ou seja, se a água vem mais fria, sairá mais fria, e se chega mais quente, também sairá mais quente.

Lembrando que a temperatura da água do reservatório (caixa d´água) nos dias mais gelados é muito mais fria do que a temperatura da água que chega da rua. Então, se o seu chuveiro está com dificuldades de esquentar a água que vem do reservatório, entre em contato com um encanador e veja a possibilidade de transferir o abastecimento para água da rua, com experiência de causa seu banho vai melhorar e muito.

Por essa razão os chuveiros têm a opção de inverno/verão ou quente/morno. No verão ou morno, apenas uma parte da potência do chuveiro é usada, para que o aquecimento seja adequado e fique suportável tomar um banho.

O número de graus que o chuveiro pode elevar a água está discriminado na embalagem, e na hora da compra é a forma mais fácil de optar entre um e outro modelo.

Lembrando que um chuveiro ligado na potência máxima por muito tempo, não vai esquentar só a água, ele também vai esquentar e muito os cabos “fios” se por acaso estiverem mal dimensionados com relação à bitola de cabo exigida pelo fabricante do equipamento.

Hoje em dia no mercado existem diversos modelos com os mais variados preços e diferentes potências (Watts), equipamentos mais populares geralmente funcionam com 5500 watts e os mais sofisticados 7500 watts.

 
Etiqueta potência do chuveiro

 
Mas o que isso significa? Significa que quanto maior a potência e o tempo que seu chuveiro permanecer ligado, mais você pagará por isso, levando em consideração que recentemente tivemos uma aumento na tarifa de energia elétrica é bom repensar no tempo gasto em cada banho.

 

Resistência queimada

Este é o mecanismo responsável por transformar a energia elétrica em energia térmica. Esta peça fica mergulhada na água dentro do tanque do chuveiro, toda vez que a torneira do chuveiro é aberta ela é acionada para esquentar a água. Como qualquer coisa, a resistência também tem um tempo de vida útil, se você toma um banho consciente, ou seja, em média cinco minutos, a vida útil dela vai ser bem maior do que se você tomar um banho demorado e com a água super quente.

Se o seu chuveiro elétrico não esquenta, a resistência pode estar queimada. É um problema bastante comum de acontecer durante a vida útil de um chuveiro. E, dos problemas domésticos a se resolver sozinho, acredite, esse é dos mais tranquilos e sem grandes segredos. Você só vai precisar identificar se essa foi realmente a causa e, comprar uma resistência adequada ao seu modelo de ducha.

 
resistência queimada
 

Você pode estar perguntando: Por que a resistência queima? Se seu chuveiro pifou por conta da resistência, há algumas hipóteses a se considerar:

– A pressão pode estar muito baixa, sobrecarregando o chuveiro.
– Os disjuntores elétricos da casa têm alguma irregularidade.
– A fiação do chuveiro pode estar oxidada pela umidade do banheiro.
– Você toma banhos muito quentes e longos.
– A voltagem do chuveiro pode não ser compatível com a voltagem da sua casa.

  

Como trocar a resistência de um chuveiro elétrico

Trocar a resistência do chuveiro não é nenhum bicho de sete cabeças, mas lembre-se: antes encarar essa empreitada vá até a caixa de disjuntores e desligue o chuveiro, se tiver dúvidas se desligou o disjuntor correto é melhor desligar o disjuntor geral da casa.

Lembre-se que depois de trocar a resistência é importante ainda com o disjuntor do chuveiro desligado, abrir a torneira do chuveiro e deixar a água escorrer, para só depois ligar novamente a energia. “Se for ligada a seco, a resistência queimará imediatamente”.

– Para evitar choques, um passo muito importante é desligar a chave geral ou o disjuntor antes de checar se a resistência do chuveiro está mesmo queimada.

– Durante o procedimento será necessário utilizar uma escada, que deve ser posicionada embaixo do chuveiro se certificando de que o piso está seco.

– O próximo passo é iniciar a desmontagem do chuveiro. Os de plástico são mais simples, basta desenroscar a parte de baixo, também chamada de espalhador.

– Se a resistência do chuveiro estiver queimada, você vai ver um rompimento na espiral ou vai notar marcas de queimado em volta da peça.

– Ao trocar a resistência o melhor é sempre seguir as instruções do fabricante discriminadas na embalagem.

– Após desmontar o chuveiro, aproveite para limpar e desentupir o espalhador de água com uma escova de dente, enxaguando bem em água corrente.

– O último passo é montar o chuveiro novamente e parafusá-lo bem. É importante não deixar folgas para evitar vazamentos.

– Antes de religar a chave geral abra o chuveiro e deixe a água fria escorrer por cerca de dois minutos e verifique se não há vazamentos por má vedação. Então, é só religar a chave geral.

  

Mesmo sendo considerado uma tarefa simples, recomenda-se sempre contratar um eletricista em Joinville para troca de resistência do chuveiro. Mexer com eletricidade é sempre um risco e pode ocasionar problemas maiores. Portanto, chame o Marido de Aluguel Joinville para troca de resistência de chuveiro.

  

Chuveiro queimado

Um chuveiro queimado é o mais óbvio para a água não esquentar. Porém nem sempre é possível distinguir de um primeiro momento se é o chuveiro que queimou ou a resistência. Se já efetuou a troca da resistência ou diagnosticou que a mesma não está queimada, então possivelmente seja mesmo o chuveiro que precisa ser trocado.

Ao comprar um chuveiro novo, deve-se levar em conta não apenas a beleza estética, o tamanho do chuveiro ou o valor. Fique atento a potência, pois se comprar um de potência maior que o antigo chuveiro, será necessário verificar se a sua casa está preparada para comportar o modelo de maior potência, verificando a amperagem do disjuntor e também a espessura dos fios do chuveiro.

É de suma importância verificar principalmente esses dois fatores antes de comprar um novo chuveiro. Comprar um chuveiro de maior potência e instalar sem sua casa comportar os padrões do novo modelo só irá fazer com que o chuveiro não funcione corretamente.

 
O que fazer antes da troca

Os primeiros passos para fazer a troca, será necessário tomar alguns cuidados. Primeiramente, desligue o disjuntor do banheiro. Nos prédios e casas mais antigas, ele fica normalmente na área externa; em geral, há a separação entre dois interruptores, teste qual é a do banheiro antes de começar a trocar. Nos imóveis mais novos, há uma chave no próprio banheiro, que desliga apenas a eletricidade do chuveiro.

Não esqueça de verificar também se as torneiras do chuveiro estão devidamente fechadas. Sem forçar demais, tenha certeza que elas estão viradas até o fim, porque o jato de água poderá causar uma boa molhadeira no banheiro. É preferível, inclusive, fechar o registro geral do banheiro.

 
Como trocar

Após tirar toda a fita isolante que envolve os fios você deve, com uma chave de fenda, desconectar os três fios; dois que ligam o chuveiro à rede elétrica e o fio-terra (normalmente verde), que evita os choques durante o banho. Depois, gire o chuveiro com bastante cuidado, para não quebrar o cano que sai da parede. Se estiver muito preso, você pode usar uma chave grifo para segurar o cano enquanto solta a cabeça do chuveiro.

Use fita veda-rosca para dar 8 voltas em torno do cano (no sentido horário) e enrosque o novo aparelho. É a fita que vai evitar os vazamentos. Agora é hora de ligar novamente os fios ao chuveiro: muito cuidado para ligar os fios nos locais corretos. Também garanta que você apertou bem os fios com a chave de fenda. Depois, use a fita isolante para vedar as conexões, evitando choques elétricos futuros. Existem no mercado conectores próprios para este tipo de situação. Vale a pena ir à loja elétrica da sua cidade e comprar alguns! São baratos, fáceis de instalar e garantem uma conexão sem falhas.

Reabra o registro de água e, antes de ligar o disjuntor, teste se o chuveiro está funcionando corretamente, sem vazamentos e com o correto controle do volume de água. Caso tudo esteja correto, religue o disjuntor e faça o teste novamente. Se a água estiver saindo bem quentinha e sem problemas, é hora de voltar pro banho!

 
Principais cuidados

Os principais cuidados que você deve tomar ao trocar o chuveiro são para evitar possíveis acidentes envolvendo eletricidade. Um choque, dependendo da intensidade, pode causar maiores problemas, mas o resultado de um reparo feito de forma errada pode ser muito mais grave. A combinação de água e eletricidade merece bastante cuidado.

Nunca mexa em qualquer componente da rede elétrica com o corpo molhado, já que a água é um bom condutor. Sempre use sandálias ou tênis de borracha, já que o material atua como um eficiente isolante, evitando que a energia percorra seu corpo. Por fim, nunca use ferramentas com o cabo desencapado, aquele revestimento de borracha serve justamente para evitar descargas elétricas.

Se estiver com dúvidas ou maiores dificuldades, chame um eletricista em Joinville para lhe ajudar. O gasto extra, mesmo inesperado, garante uma troca rápida e segura!

 

Pressão da água x vazão

Estes dois itens também podem ser incluídos na lista dos fatores que não deixam seu chuveiro esquentar conforme foi projetado. A pressão da água é calculada em mca (metros de coluna d´água), quanto mais alta estiver sua caixa d´água maior será a pressão e consequentemente a vazão também será grande. Esta informação também é válida se o seu chuveiro é abastecido pela água da rua e a pressão for muito alta.

Cada chuveiro foi projetado para funcionar perfeitamente com um número determinado de mca, se este número estiver em desalinho com o (mca) da sua casa, certamente o chuveiro não vai esquentar corretamente. Os chuveiros elétricos possuem um reservatório interno onde está localizada a resistência, onde esta transfere calor para a água. Se a água passar muito rápido por ali, o tempo será insuficiente para elevar a temperatura. E, justamente por causa desse reservatório, os chuveiros elétricos não trabalham bem com uma pressão muito alta.

 
Como saber se a pressão da minha casa está correta para o chuveiro?

Para obter esta informação basta saber qual a altura da sua caixa d´ água, por exemplo: se a caixa d´água aí de onde você mora está localizada a 10 metros de altura, logo a pressão da água será de (10 mca).

Então, cruze esta informação com a quantidade de mca indicada no seu chuveiro e compare se estão equivalentes, se o número for muito superior do que indicado no chuveiro siga as próximas dicas.

 
O que fazer se a pressão for muito baixa?

Geralmente ao comprar um chuveiro novo, o mesmo vem com uma válvula redutora de pressão internamente, o que diminui a quantidade de água que passa dentro do cano do chuveiro. Com a quantidade baixa de água, no compartimento da resistência a pouca água que acumula para ser esquentada, com o tempo pode fazer com que a resistência queime mais rápido. Por esse motivo, recomenda-se retirar essa válvula redutora caso a pressão de água da sua casa não for muito forte.

 
O que fazer se a pressão for muito alta?

A opção mais viável e barata é colocar no seu chuveiro um redutor de vazão, encontrado facilmente em casas especializadas ou até em depósitos de material de construção.
Se ainda assim seu chuveiro não for capaz de esquentar adequadamente a água, então você precisará chamar um encanador em Joinville para instalar uma válvula redutora de pressão na entrada de água da sua casa.

  

Mesmo com todas essas dicas, sempre é mais seguro e aconselhável chamar um profissional para verificar o motivo para que seu chuveiro não esquenta. Portanto, chame o Marido de Aluguel Joinville para fazer um diagnóstico em sua residência.

  

Fonte: MAB, Multipros, FazFacil, Fastseg, Vix,

   

Este conteúdo foi útil? Compartilhe!
(Este conteúdo foi visitado 2.367 vez(es) | 1 visita(s) hoje)
Você também pode ser interessar por:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode usar HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>